INSTITUCIONAL NOTÍCIAS VÍDEOS AVISOS PRODUTOS CONTATO
Última Notícias
Evento foi realizado dia 13 de fevereiro
Dia de Campo Cotapel foi um sucesso
13/02/2020 - 21h02mm
ECONÔMIA
Lucros Bancários
13/02/2020 - 10h02mm
Mais notícias
ECONÔMIA
Lucros Bancários
13/02/2020 - 10h02min
O lucro líquido do Banco do Brasil alcançou 17,8 bilhões em 2019, avanço de 32,1% em relação ao ano anterior. No quarto trimestre, o lucro foi de R$ 4,6 bilhões. O resultado veio em linha com as projeções para o ano, de crescimento entre R$ 16,5 bilhões e R$ 18,5 bilhões. O banco havia revisado sua previsão de resultados, também conhecida como guidance, para 2019 no terceiro trimestre. O resultado reflete aumento de 12,3% da margem financeira líquida, que são receitas com operações de crédito, atingindo R$ 40,1 bilhões no ano.

Os ganhos do banco com tarifas e prestação de serviços atingiram R$ 29,2 bilhões, aumento de 6,4% ante 2018, puxados por consórcios, que cresceu 29,9%, pelas rendas com mercados de capitais, que avançaram 23,7% e pela receita com seguros, previdência e capitalização, que subiu 18%.


No terceiro trimestre, o presidente do banco público, Rubem Novaes, já havia sinalizado um maior foco na administração de recursos em prol de uma desaceleração nos créditos concedidos às grandes empresas. Na época, havia afirmado que o BB estava mais conservador no atacado e mais agressivo no quesito a crédito para pessoas físicas e micro, pequenas e médias empresas.

A carteira de crédito ampliada do BB que também inclui títulos de valores mobiliários atingiu R$ 699 bilhões em 2019, queda de 2,6%. O recuo foi puxado pela redução de 9% na carteira pessoa jurídica. Os empréstimos para pessoas físicas, cuja carteira responde por 28,2% do total, cresceram 9% em 2019.

Entre os saltos mais expressivos no crédito do banco para o varejo estão as linhas de empréstimo pessoal, com avanço de 45,2%, de crédito renegociado, alta de 19,2% e de crédito consignado, que subiu 14,3%. Cartão de crédito avançou 10,7% no período. Os empréstimos para grandes empresas ficaram em R$ 117,2 bilhões, queda de 24,6%. Já para micro, pequenas e médias empresas, a alta foi de 8,5%, para R$ 59,5 bilhões.

A inadimplência do banco ficou em 3,27%. Segundo o relatório divulgado nesta quinta-feira (13), a alta de 0,74 ponto percentual em relação a 2018 foi em razão de um caso específico. A inadimplência média do sistema financeiro no período foi de 2,9%. O movimento corresponde, também, à estratégia baseada em forte crescimento no mercado de capitais como uma tentativa de compensar a maior demanda das grandes companhias pelo segmento, ante os prazos maiores e juros mais baixos.

Também no terceiro trimestre, Novaes já havia afirmado que buscava um parceiro internacional para a BB DTVM, especialista na gestão de recursos de terceiros e na administração dos fundos de investimento. As apostas do mercado estão entre três grandes nomes do mercado: Blackrock, Franklin Templeton e Principal Financial Group.

A proposta de reforma estatutária da Caixa de Assistência que administra o plano de saúde dos funcionários do BB, a Cassi, já havia anunciado precisar de R$ 1,4 bilhão até este ano para compor as reservas exigidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), trouxe impactos para as despesas de pessoal, segundo o banco. Esses gastos subiram 11,3% no quarto trimestre ante igual período de 2018, para R$ 5,5 bilhões. No ano, essas despesas atingiram R$ 20,2 bilhões.

Os resultados ficaram dentro das projeções feitas pelo Banco para 2019. Para 2020, a expectativa de crescimento ficou em um intervalo entre R$ 18,5 bilhões e R$ 20,5 bilhões para o lucro líquido, de 5,5% a 8,5% para a carteira de crédito total, de 1% a 4% para rendas com prestação de serviços, e de 2% a 5% para a margem financeira bruta. O retorno sobre patrimônio líquido ajustado do BB ficou em 14,7%, aumento de 2,5 pontos percentuais em comparação a 2018.

Fonte: Gaúcha Zh
A Cotapel
A Cooperativa Agrícola Tapejara Ltda denominada COTAPEL, iniciou suas atividades em 23 de outubro de 1985.
Surgiu a partir da crise vivida pela Coopasso no ano de 1984, quando produtores vinculados à unidade de Tapejara, resolveram construir sua pr...
+ Saiba mais
Mapa do site
- Home

- A Cotapel


- Cotações
- Notícias

- Produtos

- Fale conosco
Contato
Av. 7 de Setembro, 2155 - Bairro São Paulo
CEP 99950-000 Tapejara - RS
Fone: (54) 3344.1588 / 3344.1296
cotapel@netvisual.com.br
Direitos reservados à Cotapel. Desenvolvido por